• Visões d´Água Piscinas

O Inverno está a acabar, está na hora de pensar no próximo Verão!

Atualizado: 18 de Jan de 2018

Poder chegar a casa no fim de um dia cansativo de trabalho ou de estudos, dar um mergulho, é algo realmente revigorante. Até há pouco tempo, infelizmente, esse era um privilégio para poucos, já que as piscinas sempre foram sinónimo de luxo, associado a amplos espaços.

Hoje, felizmente, já é possível investir numa piscina e em todos os benefícios que daí advém, com as dimensões adaptadas às necessidades e limitações de cada um e por um preço sempre inferior ao valor acrescido que a ela está associado.


Porquê ter uma Piscina em casa?


Quando se constrói uma piscina, na verdade está a criar-se um divertido e relaxante espaço para os filhos e para toda a família, para que passem mais tempo juntos, sem nunca sair do quintal! A esse local ficam associadas memórias duradouras de convívios inesquecíveis e das diversões implícitas às brincadeiras aquáticas.

As piscinas são espaços que recebem imensa atenção numa casa, sobretudo quando as temperaturas aumentam. Assim, mesmo que o espaço disponível para ela seja pequeno, é sempre possível adaptar uma piscina às limitações existentes, sem se perder o melhor que ela pode oferecer à família e aos amigos. Para além de ser comprovado que uma piscina valoriza consideravelmente uma casa, ela cumpre uma função decorativa e oferece outros benefícios como a possibilidade de praticar hidroginástica, sem ter de recorrer ao ginásio.

Com uma piscina em casa os adultos aproveitam todas as pausas do trabalho, crianças adoram, aproveitam e valorizam as longas férias de Verão.


Tenha atenção à harmonia!


Quando decidimos construir uma piscina, a primeira coisa que devemos ter em conta é o formato e design da mesma. Estas duas características devem estar em harmonia com o resto do espaço e da própria casa. O enquadramento cuidado de uma piscina, com recurso a plantas, acessórios e mobiliário adequado, funciona como uma extensão da casa para o seu exterior.

Nesta imagem, a estética do conjunto é reforçada pela piscina "em língua", associada às formas rectas da própria casa e às grandes e rasgadas janelas que unem os espaços exterior e interior.

A harmonia do conjunto, alimenta a vista e desbloqueia todos os sentidos para que se acredite que o paraíso existe e pode estar ao nosso alcance.

Rotação Solar


É importantíssimo o sítio onde irá construir a piscina. Ela deve estar bem orientada e devem-se evitar espaços de sombra. A decisão cabe ao proprietário, mas sugerimos que evite sombras na piscina, pois quanto maior for a área de exposição solar mais eficaz se tornará o aquecimento e conservação da temperatura da água, mantendo-a sempre agradável para um mergulho a qualquer hora do dia ou da noite.




Menos é Mais!


Quando pensar na construção de uma piscina, não pense só no corpo da mesma, é também muito importante pensar na sua área envolvente. Após definida a área de solário, não mexa mais! Deixe livre toda a zona envolvente para que possa dar asas à imaginação, no que toca à sua utilização.

Se tiver pouco espaço envolvente à piscina, mantenha-o "clean" por forma a poder dar o máximo aproveitamento ao mesmo. Se tiver um espaço maior, mantenha-o "clean" na mesma para torná-lo o mais versátil possível.

Pavimento!



Existe uma vasta gama de opções no que toca a este assunto para satisfazer as exigências, necessidades, limitações ou até ir de encontro ao gosto pessoal de cada cliente. Um deck (ou imitação deste) é uma das soluções mais procuradas por diversas razões, mas principalmente por se integrar facilmente numa envolvência quase sempre verde e pelo conforto que proporciona à locomoção dos seus utilizadores.

A escolha do pavimento é um momento importante no projeto de um piscina, pois tendo de se integrar no conceito do imóvel, não pode nunca por em risco a segurança dos seus utilizadores. Tratando-se de um espaço frequentemente molhado o pavimento terá de evidenciar características antiderrapantes.



Vegetação, sim é importante!


Quando se tem piscina em casa é imperioso que se seja muito criterioso na escolha da vegetação envolvente. A quantidade de folhas que cai na água constitui um trabalho acrescido na manutenção da piscina, bem como um fator de desgaste para os equipamentos de limpeza e filtração da mesma.

O verde envolvente refresca e embeleza uma piscina, mas é necessário que se opte, preferencialmente, por vegetação de folha não caduca.

Dependendo da localização da piscina e da dimensão do espaço envolvente, é necessário não descorar a resistência das plantas escolhidas, bem como o seu ritmo de desenvolvimento.

Iluminação!


Assim como qualquer outro tipo de decoração, a iluminação deve integrar-se no conceito do projeto, por isso tenha em mente quais são as principais necessidades ou interesses. As cores influenciam muito no efeito da piscina como, por exemplo, as cores verdes e azuis dão a sensação de que a água está fresca, já cores vermelhas e laranjas dão a impressão de um ambiente mais quente.

A iluminação permite criar atmosferas diferentes, consoante o momento e além disso, convida a memoráveis mergulhos noturnos. Pense na segurança além da beleza, preferencialmente unindo as duas coisas. Para banhos noturnos, por exemplo, é importante que as curvas, os cantos e a superfície estejam bem iluminadas para evitar acidentes que estraguem o prazer do mergulho.


69 visualizações1 comentário